segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Sobre apropriação cultural...


Se apropriaram de tudo que é nosso,
Tornando nossos discursos vagos e sem propósito,

O turbante que era símbolo de sacramento,
Hoje pelos cabelos louros virou tormento,
Mas se eu, mulher preta, usar,
A desavença com o sistema vou criar,
Símbolo fashion se transformou,
Desvalorizou o que se foi criado com puro louvor,
Sendo usado em locais sagrados,
Hoje a mulher branca se vê de bom grado,

Copiam nossas invenções com propósitos divinos,
E usam como mérito próprio, seu raciocínio,
Espiam, observam, para que possam usar os mesmos enlaces com 
Disfarces de mesmas roupagem da linhagem ancestral...

Maltratam, desgraçam e nos corrompem,
Para roubar todo o ouro da nossa terra,
E rompem,
Rompem com nosso princípios que deixa de ser puro para ser sujo,
Sem sentimento e imaturo,
Imaturo por não dar o mérito ao real merecedor, o homem preto que foi sofredor,
Buscando sempre estar em sua essência, se tornou perdedor,
Porque desde o princípio os brancos tomam nosso caminho,

Criando apelidos para suas mulheres como "preta, pretinha"
Mas se esquecem daquela que foi excluída, foi vista como malícia,
E não tinha par na festa junina,
Nem tinha par sequer para jogos na esquina,
Sempre chamada de feia, suja e de cabelo pixaim,
Nós, mulheres pretas, vivíamos assim,
Na flor da idade, a reijeição era tão comum,
Ninguém queria saber de nós, porque éramos as "pretas, pretinhas"
E hoje chamam assim suas damas de companhia, 
sem esquecer dessa história que é tão minha,
Que só eu sei a dor que carrego e a baixa estima que me cerca, 
quando um de vocês, brancos, me nega,

Mas ainda bem que hoje, eu sei do meu caráter, 
da minha história e sei da minha real felicidade,
Construindo e re construindo a auto estima diariamente,
Mas a cada dia ela cai e eu ergo novamente,
Nessa luta diária contra a apropriação de pessoas inválidas, 
que vivem roubando o que é nosso,
Ao invés de procuraram a si mesmos, seus propósitos, 
Copiando e exaltando a nosso história,
Para usarem para si a sua própria glória,
Mas se esquecem que Justiceiro está a olhar,
E vai passar espada em todo o mal que o branco vai roubar,
Porque meu Pai é preto e zela pela história do povo verdadeiro,
Como Garvey me ensinou e ensina e diariamente
Eu honro essa rotina de me conhecer e levantar a auto-estima,
De ser um Rainha, preta como Nzinga!!






domingo, 12 de novembro de 2017

Estar só.



As pessoas só pensam em si,
As pessoas só pensam em seu bem estar,
Só pensam no seu ganhar,
E te tratam como se fosse mais um,
Não se colocam em seus lugares para que assim sejamos um,

As pessoas não se importam,
As pessoas não se tocam,
As pessoas não olham para si,
Observando no seu lugar, o sentimento fugir,

O sentimento triste de estar só, mesmo, rodeado de amigos, sentir,
Quando se cuida de si, a dor toma o lugar do amor,

O tratamento intenso exige que se seja verdadeiro,
E quando se precisa de força por inteiro,
Estão vazios e cheios de maus sentimentos,

As pessoas vazias só pensam no fora,
Só olham para fora, não prestam atenção em sequer ouvir,
Se quer abrir o coração para ouvir,
Porque a alienação tomou conta do teu Lar, chamado Sião,
O que era espírito agora é carne, e o mundo se torna seu lar,
Anulando o seu verbo chamado amar,

A exclusão se torna comum, afinal pra que ser um?
A dor se torna o desamor, do ódio, da raiva e do mau humor,
Sofrimento é amor,

Amor é sofrer,
Que dói no âmago do ser.
Chega doer que o corpo está a padecer,
Padecer entre céu e terra,
Padecer, sofre em solidão,
Buscando vencer esta guerra.

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Liberação Racial.

"Escravidão,
Dia e noite de dor e medo,
Passado e presente, unidos, 
das marcas dos meus traços secos
Que hoje foram apagadas e 
não ditas,para os meus.
História que hoje meu povo preto carrega 
e paga diariamente, sem evoluir, por que?
São as marcas de queimaduras, 
das mordaças, do ferro que hoje é invisível, 
são apagadas.

O medo é a marca, 
marcado pelo abuso do abandono amaldiçoado,
Do homem, da criança, e do idoso, atropelados.
Que cruzaram caminhos acorrentados, 
mal sabiam que estavam por vir, 
pelos separos das etnias e raças africanas, quanto pecado!

A pureza desfeita da pobreza alheia, 
nos porões sujos dos navios do mundo!
Cruzando oceanos no escuro,

Porém pelos caminhos repletos de espinho, 
alinho meu pensamento pelo lado positivo,
Lado este, que se espalhou pelo mundo,
A inteligência e o discernimento do preto com sua espiritualidade,
Que é profunda,
Passando por todas as dificuldades com maturidade
De se refazer e florescer para infinito, para que hoje eu e eu e tu, prossigamos,
Honrando-os pelos caminhos'
Caminhos tortuosos, que brotam
O ódio opressor que nos faz sentir aquela mesma dor
Dor do passado que foi roubado,

Recupera tua força e prossegue ,
Se libertando das correntes e se levantando novamente,
Consagrando com realeza a tua real alteza,
Voltando seu olhar ao leste,
Onde está a real beleza, ancestral,
Cultivar com amor,
Resgatar e trazer pra si e frutificar, África!!

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Uma Rainha inspira outra.



Um Rainha trás consigo inspiração
Pelas suas ações,
Pela sua verdade, sem qualquer ambição,

Trás em si, uma cura verdadeira
Por tal amor a nação,
Com uma mulher rastafari

Menen trouxe a sagrada inspiração
Para aprender a amadurecer
A saber o que é realmente meu
Lugar de fé, neste mundo de ilusão
Trouxe o amadurecimento,
Trouxe em mim o auto-conhecimento
Do eu verdadeiro Superior
O Supremo do Sagrado Eterno

Haile Selassie I
Do trono africano etíope,
Nos trouxe a redenção,
E nos trouxe um outro olhar
Para a salvação

Revelando que nós, mulheres
Devemos lutar pelos nossos ideias
Jamais baixar a guarda por meros mortais

Conquistar com sabedoria,
O nosso Trono da Sagrada Harmonia
Reconhecendo em si nosso valor
Consagrar o nosso eterno louvor

Onde com nossas Rainhas Ancestrais
Recebemos com glória nossos dons que são divinais
Com humildade receber para que sae doa sem querer,
Sem querer algho em trocam
Sem querer ser reconhecido por alguém
Assim deixamos o nosso verdadeiro
Ensino Sagrado, suave e perfumado
Flor do amor, sagrado
De gloriosa Imperatriz Menen que se inspirou.


segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Do silêncio.

Eu silencio
porque silenciar
Vem do siêncio
Que meus ancestrais me dão

Eu silencio porque
Provém dEles
E Deus é o silêncio,
que esta a pregar;

Silenciando , no silêncio,
Eu vou,
Guardando no coração o que é de amor,

Calado, calado a mencionar
A mencionar que o calor vem
Do muito "falar"
E da sabedoria provém a harmonia,
Guardando com preceitos,

O que é de bom proveito,
Observar, absorver
Não precisar falar,
Basta calar , para que todo o conhecimento interno
Há de chegar, porque do muito falar,
Chega a ironizar encher o paladar de tanto falar,

Falar sem conhecimento não te trás discernimento,
Porque o falador não possui um coração perdoador,
Do refletir, o calor possui o verdadeiro sentir,

Então silencie, porque silenciar vem do silêncio verdadeiro
Que certamente Jah nos dá...

domingo, 8 de outubro de 2017

Reparação.

Queremos reparação
De um povo que padeceu
na escuridão,
Escuridão de perder seus familiares, 
de perder toda sua linhagem
Seus traços, sua irmandade,
Sua familiaridade e maturidade,

Separados fomos dos nossos ancestrais,
misturados e enfeitiçados por catedrais...

Tentaram apagar nossas memórias,
Mas jamais,
nossos laços foram feitos,
consagrados e eternizados
Mesmo diante de maus tratos
Seguimos calados
Construindo nos mundos,
Desvalorizados,

Mas, o berço africano
Jamais deturbado
Pois com nossa inteligência
Construímos a base da ciência 
Grandes plantações nossos avós nos deixaram com paciência 
Trazendo com sabedoria ,
Legumes, frutas e ervas para

que nossas gerações futuras, se floresçam

E por mais que hoje o homem branco tente apagar
A juventude preta e que restabeleceu seu brilho, busca reparar
Recuperando os princípios de vida,
Trazendo vivo costumes de uma vida sofrida

Se reconhecendo como Reais Reis e Rainhas
Utilizando das sagradas matriarcas, as energias,
das águas, das terras e das matas,
Se reconhecendo enquanto Deusas, coroadas
Por nossas líderes vamos prosseguir
Deixar o amor puro que existe em nossos corações fluir,

Para que enfim possamos
Refletir, perdoar, prosseguir...

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Justiça Racista.

"Século 7 o racismo se inicia,
Sem perdão de setenta vezes sete, que ironia!
Trazidos, vendidos e tratados mal,
A história da Pátria Mãe Gentil
Justiça? Começa muito mal.

Desde que nossos ancestrais puseram os pés aqui,
Torturas, injúrias, morte, calúnias,
A gente viu, vê e ainda presencia por aqui,

Acabou-se a Lei Áurea,
Mas nas ruas, escolas, empresas,
é perpetuada diariamente mesmo que aérea,

O pobre, preto, periférico é quem sobre,
sem quaisquer privilégio,
O extermínio da juventude negra mata mais que o próprio tráfico,
Querem limpar suas mãos de sangue para que não sofram
maus-tratos,

para amenizar o Parlamento tem que ter cotas para pretos,
Porém, o Estado nunca ajudou,
Libertou os negros do jugo dos senhores de engenho,
Mas como uma sociedade que não se vê como preta vai garantir esses direitos aos pretos?

na internet, chove de papo intolerante,
mostra o preconceito de forma redundante,
Todos sofreram e sofrem de forme gritante,
mirando seus discursos vazios carregados de ódio, vibrantes

Justiça? no Brasil racismo não é considerado crime,
a lei 7.716/89 trata de descriminações, oprime,

Sabe quantas pessoas foram condenadas?
Além de defasado há mais de dois anos é considerado "outros",
A ausência do racismo só reforça a teoria de quem sofre dia-a-dia
A pessoa age de forme racista e paga como injúria racial, paga uma fiança e sua vida continua,
quando muito fica um ano presa,

mas como fica a vítima que sofreu sem qualquer realeza?

Justiça? Racismo é institucionalizado,
Documentos mostram o cárcere dividido por raça, velado

nada menos que 61% de ambos os sexos atrás das grades é preto,
O que era 4P aqui é 3: preto, pobre, periférico,
e a condição para bons advogados, nada,
Alerta a Defensoria Pública,
chega de maus tratos!

E a propaganda do Paraná? Resolve revelar.
O pecado é preto, por isso, embranqueça-te,
pela moda, pela mídia, bem de forma perversa, quanta ironia,
Para o padrão de beleza, quanta ironia!

Sentimento falado aqui é depressão,
negação e ódio por si mesmo,
Amplificando ainda mais o sofrimento.

Até a pureza da justiça infantil se torna malvadamente, hostil
Psicólogos afirmam, a tomada de consciência do oprimido é difícil,

Reconhecer-se racista e deixar de ser, quem vai querer?

Esta é minha luta ou não vamos conseguir quebrar esse ciclo,
que se perpetua!
Justiça? a Minha é nua e crua!!

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Jogo de interesses.

Resultado de imagem para african look

"Deste jogo eu tô fora,
De seres humanos que só olham por fora

Jogo de ilusão,que o que só importa é aparição
Aparição da carne vermelha com o pecado
Pecado do mau trato
Pecado, pecado, pecado,

Onde a noite trás a traição,
A sútil noite trás a doce ilusão,
O brilho oculto para poucos aparece
A sua falsa luz enlouquece
O seu falso falar ensurdece

Brilho falso que leva a escuridão,
no poço final que se chega a solidão,
Solidão que se chega pelas práticas erradas,

Jogo de interesse não sobra um, 
nesse mundo cheio de zum-zum-zum

Examine seu caminhar, para que sua luz esteja sempre a brilhar,
Brilhar pelo seu amor próprio,
que esteja brilhar pela verdade
Sem parcialidade na fidelidade consigo mesmo, de verdade
e no sossego,

Sossego de ser você mesmo em sua paz interior,
no teu aconchego."

sábado, 29 de julho de 2017

Valor.

Seguimos poetizando sobre o real valor,
Você já parou pra refletir sobre isso hoje?

Resultado de imagem para african tribe

"Qual o seu real valor
neste mundo de desamor
Tratando-se de gratidão
Você  já agradeceu pelo seu real perdão?
Auto perdão é necessário
num mundo imaginário
Extraordinário é a frieza da humanidade,
Mas eu sigo nesta contrariedade, 
ensinando e re-educando diariamente o perdão,
Ensinando o valor da auto-valorização,
Cuidar de si é necessário
Cuidar do eu, que não seja precário
Se olhar e se amar diretamente
Para que sua luz seja resplandescente
Trata-se de se amar, se celebrar e se glorificar,
Chega de implorar perdão,
Chega de querer atenção,
A solidão é um grande aprendizado, tome para si esse recado,
De alguém que um dia não pode-se crer em si,
Sobreviveu desta ilusão do não querer, sim..."

terça-feira, 11 de julho de 2017

Das de refletir...

Resultado de imagem para black ancient woman

"Quem em excesso de amor doar,
Eu creio que vencerá,
Quem na pureza viver;
Em Sião irá crescer,
Em toda a criancice,
Meiguice, eu purifico todo o meu ser;
Limpando, curando
Transformando eu agora, irei viver;
nas teclas mais delicadas do piano,
Irei mexer, ao som dos meus cabelos,
Irei embora,
na felicidade do humilde, irei embora,
Irei ser livre como um pássaro
Do céu, e livre,
nestas humildes palavras eu deixo a quem ler,
Que sinta toda a leveza, e pureza dessa mera realeza,
Trocadilhos simples e mansos ao som de águas e incensos,

'seja livre para o simples...'"

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Apreço.


Resultado de imagem para african woman

Cuido do sentimento zelo
Apego ao sagrado
Do sentimento de bom grado
Bom grado é cuidado
Cuidado com o jardim já regado
Regado florido e colorido
Tranquilizo harmonizo
E silencio porque do silêncio 
Se vê luz e proteção
Do silêncio se vê gratidão
Gratidão do sentimento zelo
Senti-lo e se preencher
por dentro
Apreço faço de ti consagrado
Sagrado e tão bem guardado
Faço um laço apertado
Para não ser soltado
Sentimento bom e de bom grado.

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Com-ciência ou consciência?

Resultado de imagem para african woman


Com-ciência do que se faz,
não necessita de pesar a consciência
A boa conduta do perdão,
Se faz um bom coração,
Coração do bem, coração que vai além
Além da harmonia, sobe ao Alto trono da Sabedoria,
Sabedoria do bom humor,
Sabedoria de Ingenuidade
Sem maldade
Assim que se guarda a consciência 
Se levando para o seu bom destino
Guardando teus caminhos,

Consciência do que se faz, se pensa, se vive,
Do pesar do coração amargo,
sem fruto se é origem,

Guarda teu coração dos maus ensinamentos,
Lembre-se do acalento dos teus mandamentos,
Para que com-ciência se haja,
E a mente não se propaga, 
se propaga do mundo de ilusão, sem coração,
que se faz ação sem pensar no poder da solidão, pois da solidão não se vive,
só de quem sem ciência se vive.

Consciência no teu caminhar para que a salvação se chegue já.
Honre teus caminhos para que não se pereça sem ciência.



quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Um dia preto na escravidão.

Resultado de imagem para slavery


"Quando fecho meus olhos,
Relembro do quão foi forte o que meus ancestrais sofreram,
Sinto em mim, o sangue derramado, sinto em mim os gritos,
Sussurros nas senzalas silenciosas, sinto em mim a dor de parir um filho que não era pra ser seu,
Sinto em mim, o cansaço do trabalho sob o sol dourado, seguido de gritos, chingos, cuspes, maus tratos,
Sinto meus avós sendo amordaçados,
A voz que não foi dita, a voz que não foi ouvida,
Sinto dentro de mim, como carrego essas dores,
Esse choro constante sem saber porquê,
Sinto por meus homens que guerrearam por guerras que não eram suas,
Sinto em mim o abandono de suas famílias por morrer por outros,
Sinto a dor daqueles que perderam suas tribos em busca de trilharem, cruzarem e se espalharem pelos oceanos do mundo,
Plantando, re-platando com suas inteligências em outros caminhos, o novo mundo,
Sinto em mim, essa dor, carrego essa dor, choro sem saber por quê,
Porque sei, sei que foram eles, que me trazem aqui, que fazem que minhas palavras ecoem como versos curativos pelo hoje,
Pelo silêncio, pelo sangue, pelo suor, pelo olhar,
Pela cor, por amor, por amor sim,
Porque, se foi, simplesmente, se foi só mais um dia,
Sim, mais um dia, de escravidão, na ancestralidade, neste momento aqui, neste exato momento, pros nossos ancestrais..."


quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Confio.

"Pela falta de gratidão, se coroou um coração,
Coração cheio de fidelidade,
Coração cheio de humanidade,
Que pelos erros se aprende, pelos erros se entende,
Trás consigo, toda a beleza, da sagrada natureza,
Trás em si o perdão como fundamento,
Vive e reina a emoção, vive e reina a cada dia a coroação,
Coração perdoador é a base de um perdão,
Coração perdoador é puro e a cada dia se reintegra, regenera,
Reinventa,
Cada dia é um recomeço com novo adereço, cheio de endereço,
Do doce me reconheço, reconecto, e começo,
De novo, com o novo adereço, de endereço e comportamento,
Comportamento transformador, que transmuta, enxuga,
E luta, luta pelos meus, pelos seus, pelo teus,
Por isso agradeça pela grandeza da beleza, da realeza, da certeza,
Certeza que Deus é por nós, será com nós e fará por nós.
Certeza essa que agradeço confio e entrego,
Meu viver a você..."

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Quatro dedos.

Resultado de imagem para african symbols

Pare de olhar para o erro do teu irmão,
Pare de entrar em contradição,
Emanuel vem para nos ensinar que devemos suportar
Olhar para dentro de nós,
Reverenciar a nossa própria voz,

Olhando para o lado, você fica atarefado,
Apontando para o erro do teu irmão,
Criando a falta de perdão,

Reclama, reclama, reclama
Que falta de gratidão,
Reclama dos erros do teu irmão.

Aponta para ti, aponta para o próximo,
Aponta o erro do próximo, que é teu real propósito,
Reclamando dia e noite, dos erros errados dos necessitados,
Ao invés de estender a mão e oferecer a gratidão,
Aponta para o próximo e se esquece que quatro dedos vem em tua direção,

Olhe para si próprio,
Observe teu propósito,
Cuida de ti próprio,
Para sim, crescer com propósito!



Holding on to Jah

Esconderijo - Ana Cañas