segunda-feira, 25 de março de 2019

Eu resisto e sobrevivo.

Resultado de imagem para african woman

"Eu resisti durante mais de 400 anos de escravidão,

Eu resisti a opressão de senhores, senhoras,
Jovens e crianças,

Eu resisti a estupro, amores forçados, controlados,
filmados e observados a todo santo dia,

Eu resisti a nascer novamente,
Em um corpo diferente,
Em uma peculiar família,
De berço rico, a maestria,
Que  não me mostraram o conhecimento,
Não me levaram ao auto-desenvolvimento,

Eu resisti ao racismo na escola, desde pequena,
Onde vivia solitária, porém, cheia de veemência,

Eu resisti a adolescência com mais solidão
e sentimento de não suficiência para eu mesma,

Eu resisti aos amores onde não fora respondida,

Eu resisto a mais uma vez a solidão, cada vez mais sofrida,

Eu resisto e sobrevivo a luta para inspiração diária,
A me curar com as minhas próprias mágoas,
A sobreviver nessa selva de concreto, com enredos muito perplexos,

Eu resisto e sobrevivo a toda a opressão que ainda faz com que existo,
Me certifico, me curo, me refaço e me guardo,
Me protejo com meus guardiões ancestrais e me resguardo,

Eu resisto e sobrevivo a esta selva que a cada dia faz com que eu queira desistir,
Jogar meus dons fora, para outros usufruir,

Eu resisto e sobrevivo a esta selva que faz com que nos separamos,
Nos segregamos e guerreamos contra a nós mesmos,
Que deposita energias ancestrais de outras lacunas,
Para que me preencham de medo, insegurança e loucura,

Eu resisto e sobrevivo a amores que vem e vão,
Nos fazem sentir em maior solidão,
Que nos rebaixam, nos dão raiva, mas com a paciência das sagrada das águas,
Me fortaleço e me refaço, me reintegro e me faço do meu Eu uma nova morada,

Eu resisto, sobrevivo, me fortaleço, vivo e renasço,
Viro terra e lua, onde penetro por horizontes de escuridão e subo até o mais Alto Monte, Sião,

Eu resisto, sobrevivo e glorifico a tudo que vivi para hoje ser o que sou,
Gratidão.



quarta-feira, 6 de março de 2019

Afeto.

Resultado de imagem para African people

"Desde o primeiro respirar,
Sentindo o pulsar, 
o  pensamento, junto com a alegria
junto do amor incondicional, a harmonia,
Fruto do afeto que por sua mãe foi concebida,


Na infância, cheio de alternâncias,
Um mix de amor, raiva e vingança,
Por tomarem seus brinquedos, te deixaram só,
Sem nada, sem esperança,
O desafeto chega, junto de outros pensamentos, a incerteza,

Na adolescência, o afeto ressurge, do primeiro amor,
Do primor, do furor, do instinto, do beijo, do abraço,
Do amasso, da troca de respirar, que por um momento, tem um só pensar,
Afeto de cuidar, de querer estar junto, de querer ser um só, de simplesmente amar,
Do amigo, do amante, da família, uma mistura de sentimentos, inundar...

Quando crescemos o afeto se transforma, conforme o Deus-tempo,
Em egoísmo, em silêncio, fruto de uma falta de discernimento,
Do sempre pensar somente em si próprio, sem qualquer propósito,
Numa mera intenção de saciar-se, de somente amar-se sem qualquer desenvolvimento,
Concluindo, o afeta morre, sem muito desempenho,

O significado de afeto, é o carinho que se tem por algo ou alguém,
Algo ou alguém é alvo deste sentimento, dito, importar-se com alguém como ser essencial,
sentimento ou emoção que se manifestam de vários modos, dentre eles, afeição por esse ser, especial,
que o afeto hoje morto, por nosso próprio egoísmo, possa ser constituído por meio de olhar para dentro,
como auto-conhecimento e amor próprio, diferente dessa geração cheia de ódio, rancor e falta de amor,
Possua afeto com o teu próximo, ao menos, o teu interior...

Holding on to Jah

Esconderijo - Ana Cañas