segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Das sutilezas...

"A vida cheia de batalhas,
Enfrentadas dia-a-dia,
Cheia de desamores, construídos e desconstruídos a cada milésimo de segundo,
Mas, eu, ahhhh, eu, paro o meu mundo,
Ordeno a desordem,
Bagunço a bagunça organizada,
Faço de mim uma nova morada,
Faço do meu coração um poço cheio de Sião,
Faço do meu templo, o tempo do tempo,
Faço das minhas palavras, palavras de amor,
Faço dos meus passos o mais puro louvor,
Honro minhas raízes por onde ando,
Honro meu Deus, aquele que e santo,
Honro a geometria sagrada que trás a compreensão,
Que consegue tirar o meu coração desse mundo de ilusão,
Faço de mim a cada instante um recomeço,
um novo endereço, adereço de crescimento,
Amadureco conforme minha solidão,
Dou valor as sutilezas da vida do bom dia,
Dou valor a sagrada medicina,
as plantas, as flores, o verde,
que dá cores ao dia-a-dia, cheia de batalhar, eu levo a vida,
simples, sofrida e vivida..."


Holding on to Jah

Esconderijo - Ana Cañas