segunda-feira, 8 de março de 2010

Os pássaros - Los Hermanos


Eu aflito e só
Confuso sem você por aqui
Assim eu sonhei
Mas isso eu não quis
Que diferença o dia se fez
Assim
Há um conflito um nó
Eu difuso enfim
Os pássaros vem
Me levar aí
Visitar o céu
E pra ver você levantando o véu
Pra mim
Mas eles só me vem
Quando eu já não sei
Se eu estou são
O que é um sonho ruim?
E o que é um sonho bom?
Que diferença a vida é igual.
É assim eu não sei
Eu não sei...
Eu não sei...
Se isso é você
Quem bate aí
Se é pra eu te ver então deixa eu dormir

Palavras não falam - Mariana Aydar


Eu não escrevo pra ninguém e nem pra fazer música
E nem pra preencher o branco dessa página linda
Eu me entendo escrevendo e vejo tudo sem vaidade
Só tem eu e esse branco e ele me mostra o que eu não
sei

E me faz ver o que não tem palavra
Por mais que eu tente, são só palavras
Por mais que eu me mate, são só palavras

Eu não escrevo pra ninguém e nem pra fazer música
E nem pra preencher o branco dessa página linda
Eu me entendo escrevendo e vejo tudo sem vaidade
Só tem eu e esse branco e ele me mostra o que eu não
sei

E me faz ver o que não tem palavra
Por mais que eu tente, são só palavras
Por mais que eu me mate, são só palavras

Eu me entendo escrevendo e vejo tudo sem vaidade
Só tem eu e esse branco e ele me mostra o que eu não
sei

E me faz ver o que não tem palavra
Por mais que eu tente, são só palavras
Por mais que eu me mate, são só palavras

Peixes - Mariana Aydar


Peixes são iguais a pássaros
Só que cantam sem ruído
Som que não vai ser ouvido

Voa águias pelas águas
Nadadeiras como asas
Que deslizam entre nuvens

Peixes, pássaros, pessoas
Nos aquários, nas gaiolas,
Pelas salas e sacadas
Afogados no destino
De morrer como decoração das casas

Nós vivemos como peixes
Com a voz que nós calamos
Com essa paz que não achamos

Nós morremos como peixes
Com amor que não vivemos
Satisfeitos? mais ou menos

Todas as iscas que mordemos
Os anzóis atravessados
Nossos gritos abafados

Peixes, pássaros, pessoas
Nos aquários, nas gaiolas,
Pelas salas e sacadas
Afogados no destino
De morrer como decoração das casas

Nós vivemos como peixes
Com a voz que nós calamos
Com essa paz que não achamos

Nós morremos como peixes
Com amor que não vivemos
Satisfeitos? mais ou menos

Todas as iscas que mordemos
Os anzóis atravessados
Nossos gritos abafados

Solidão...


O homem pensa.
A mulher sonha.

Pensar é ter cérebro.
Sonhar é ter na fronte uma auréola.

O homem é um oceano.
A mulher é um lago.

O oceano tem a pérola que embeleza.
O lago tem a poesia que deslumbra.

O homem é a águia que voa.
A mulher, o rouxinol que canta.

Voar é dominar o espaço.
Cantar é conquistar a alma.

O homem tem um farol: a consciência.
A mulher tem uma estrela: a esperança.

O farol guia.
A esperança salva.

Enfim, o homem está colocado onde termina a terra.
A mulher, onde começa o céu!!!

Victor Hugo

...Que minha solidão me sirva de companhia.
que eu tenha a coragem de me enfrentar.
que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo.

Clarice Lispector

Muito pensativa...


Graça e paz multiplicadas meus queridos Irmãos e Irmãs, Senhores e Imperatriz...


Sem muitas palavra, apenas sentindo o que meu espírito está reproduzindo em meu corpo...

"

Duplo eu

Caminhando pelos montes verdes
De minhas lembranças encontro-me chorando
Sozinho, sem rumo,
Vendo aquela cena parei
E uma lágrima em mim escorre

Por não poder me ajudar-me
Sinto-me frustrado,

Mas como pode eu não poder me ajudar
Sabendo o que passo
Mas aquela cena me foge ao controle
E me levanto caminhando para o nada
Sigo-me para ver aonde vou

Ele para, mas ele sou eu...
Em frente á um abismo de mágoas
Preparando para se atirar
De corpo e alma
Para onde não se pode voltar

Mas não me movo
Não tenho forças para gritar por mim mesmo
Para pedir para não pular
Para pensar no que faço
Mas minha voz não sai
Ou eu não quero me escutar
Pulo...
E meu mundo se acaba
Na tristeza daquele momento
.

"

Holding on to Jah

Esconderijo - Ana Cañas