segunda-feira, 8 de março de 2010

Muito pensativa...


Graça e paz multiplicadas meus queridos Irmãos e Irmãs, Senhores e Imperatriz...


Sem muitas palavra, apenas sentindo o que meu espírito está reproduzindo em meu corpo...

"

Duplo eu

Caminhando pelos montes verdes
De minhas lembranças encontro-me chorando
Sozinho, sem rumo,
Vendo aquela cena parei
E uma lágrima em mim escorre

Por não poder me ajudar-me
Sinto-me frustrado,

Mas como pode eu não poder me ajudar
Sabendo o que passo
Mas aquela cena me foge ao controle
E me levanto caminhando para o nada
Sigo-me para ver aonde vou

Ele para, mas ele sou eu...
Em frente á um abismo de mágoas
Preparando para se atirar
De corpo e alma
Para onde não se pode voltar

Mas não me movo
Não tenho forças para gritar por mim mesmo
Para pedir para não pular
Para pensar no que faço
Mas minha voz não sai
Ou eu não quero me escutar
Pulo...
E meu mundo se acaba
Na tristeza daquele momento
.

"

0 comentários:

Holding on to Jah

Esconderijo - Ana Cañas