quinta-feira, 11 de abril de 2013

Haile Selassie diz.




Sua Majestade Imperial Haile Selassie fala sobre Espiritualidade:

"O templo do Altíssimo começa com o corpo humano, que abriga a nossa vida,essência da nossa existência.


Os Africanos encontram-se hoje escravizados, porque eles abordam a espiritualidade através da religião fornecida por invasores estrangeiros e conquistadores. Temos de parar de confundir religião e espiritualidade.


A religião é um conjunto de normas, regulamentos e rituais criados por seres humanos que deveriam ajudar as pessoas a crescerem espiritualmente.


Devido a imperfeição humana na religião, ela tornou-se corrupta, política, de divisão e uma ferramenta para a luta pelo poder. A espiritualidade não é teologia ou ideologia. É uma maneira simples de vida, pura e original como foi nos dado pelo Altíssimo. A espiritualidade é uma rede ligando-nos ao Altíssimo, ao Universo e uns aos outros. Como a essência de nossa existência, encarna nossa cultura, nossa verdadeira identidade,nossa nacionalidade e o nosso destino.


Um povo sem uma Nação que pode realmente chamar de seu é um povo sem alma.
África é nossa Nação e está em servidão espiritual e física, porque seus líderes estão se voltando para forças externas para as soluções para os problemas africanos quando tudo o que a África precisa esta dentro dela.


Quando os justos Africanos se reunirem, o Mundo virá junto.
Este é o nosso destino divino."

domingo, 7 de abril de 2013

Atenção com a energia que vem e que vai!




ATITUDES QUE DRENAM ENERGIA:



1. Pensamentos obsessivos - Pensar gasta energia, e todos nós sabemos disso. Ficar remoeno um problema cansa mais do que um dia inteiro de trabalho físico. Quem não tem domínio sobre seus pensamentos - mal comum ao homem ocidental, torna-se escravo da mente e acaba gastando a energia que poderia ser convertida em atitudes concretas, além de alimentar ainda mais os conflitos. Não basta estar atento ao volume de pensamentos, é preciso prestar atenção à qualidade deles. Pensamentos positivos, éticos e elevados podem recarregar as energias, enquanto o pessimismo consome energia e atrai mais negatividade para nossas vidas.

2. Sentimentos tóxicos - Choques emocionais e raiva intensa também esgotam as energias, assim como ressentimentos e mágoas nutridos durante anos seguidos. Não é à toa que muitas pessoas ficam estagnadas e não são prósperas. Isso acontece quando a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a felicidade é gasta na manutenção de sentimentos negativos. Medo e culpa também gastam energia, e a ansiedade descompassa a vida. Por outro lado, os sentimentos positivos, como a amizade, o amor, a confiança, o desprendimento, a solidariedade, a auto-estima, a alegria e o bom-humor recarregam as energia e dão força para empreender nossos projetos e superar os obstáculos.

3. Maus hábitos, falta de cuidado com o corpo - Descanso, boa alimentação, hábitos saudáveis, exercícios físicos e o lazer são sempre colocados em segundo plano. A rotina corrida e a competitividade fazem com que haja negligência em relação a aspectos básicos para a manutenção da saúde energética.

4. Fugir do presente - As energias são colocadas onde a atenção é focada.
O homem tem a tendência de achar que no passado as coisas eram mais fáceis: "bons tempos aqueles!", costumam dizer. Tanto os saudosistas, que se apegam às lembranças do passado, quanto aqueles que não conseguem esquecer os traumas, colocam suas energias no passado. Por outro lado, os sonhadores ou as pessoas que vivem esperando pelo futuro, depositando nele sua felicidade e realização, deixam pouca ou nenhuma energia no presente. E é apenas no presente que podemos construir nossas vidas.

5. Falta de perdão - Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e culpas. Libertar o que aconteceu e olhar para frente. Quanto mais perdoamos, menos bagagem interior carregamos, gastando menos energia ao alimentar as feridas do passado. Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver bem e quer seus caminhos livres, abertos para a felicidade. Quem não sabe perdoar os outros e a si mesmo, fica "energeticamente obeso", carregando fardos passados.

6. Mentira pessoal - Todos mentem ao longo da vida, mas para sustentar as mentiras muita energia é gasta. Somos educados para desempenhar papéis e não para sermos nós mesmos: a mocinha boazinha, o machão, a vítima, a mãe extremosa, o corajoso, o pai enérgico, o mártir e o intelectual. Quando somos nós mesmos, a vida flui e tudo acontece com pouquíssimo esforço.

7. Viver a vida do outro - Ninguém vive só e, por meio dos relacionamentos interpessoais, evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também nossa individualidade. Esse equilíbrio nos resguarda energeticamente e nos recarrega. Quem cuida da vida do outro, sofrendo seus problemas e interferindo mais do que é recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida. O único prêmio, nesse caso, é a frustração.

8. Bagunça e projetos inacabados - A bagunça afeta muito as pessoas, causando confusão mental e emocional. Um truque legal quando a vida anda confusa é arrumar a casa, os armários, gavetas, a bolsa e os documentos, além de fazer uma faxina no que está sujo. À medida em que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em ordem nossa mente e coração. Pode não resolver o problema, mas dá alívio. Não terminar as tarefas é outro "escape" de energia. Todas as vezes que você vê, por exemplo, aquele trabalho que não concluiu, ele lhe "diz" inconscientemente: "você não me terminou! Você não me terminou!" Isso gasta uma energia tremenda. Ou você a termina ou livre-se dela e assuma que não vai concluir o trabalho. O importante é tomar uma atitude. O desenvolvimento do auto-conhecimento, da disciplina e da determinação farão com que você não invista em projetos que não serão concluídos e que apenas consumirão seu tempo e energia.

9. Afastamento da natureza - A natureza, nossa maior fonte de alimento energético, também nos limpa das energias estáticas e desarmoniosas. O homem moderno, que habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados, vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energia. A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidades agravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético, onde todos sugam e são sugados em suas energias vitais.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Outono estação de instropecção.




O poder do Espírito do Oeste é a Introspecção, a Consolidação. A última colheita, quando para o crescimento e o esquema natural das coisas. Humanos armazenam frutos dos seus esforços e também examinam a si mesmos para descobrir mudanças necessárias para progredir, quando o tempo de renovação chegar.
Entramos na Caverna do Urso, no lugar de introspecção e de escutar...

FASE DE INTROSPECÇÃO E MATURIDADE

No equinócio de Outono, os raios do Sol caem perpendiculares no equador terrestre e o dia (tempo do Sol encima do horizonte) tem a mesma duração a noite, para todos os locais do planeta Terra. Isto faz este momento muito especial.
O Sol neste momento, projetado no fundo estelar, define o Ponto Vernal e o início do signo de Áries.
A estação do Outono simboliza no Calendário Sagrado do Ciclo sazonal, o período ideal para o estudo de si, encontro consigo mesmo - balanço e processamento de todo o vivido na primavera e verão e construção de uma nova singularidade, um novo projeto de vida a cada vez mais sintonizado com a missão pessoal. Experimentação do poder do silêncio e da meditação. Oportunidade para escutar e observar o mundo interior. Autocura das feridas da alma. Libertação da negatividade - culpas e medos. E assim gerar a nova vontade e novas atitudes.
É um período de interiorização, silêncio, para contemplar o que habita no interior e executar depuração profunda do ser, na busca da singularidade, autenticidade e identidade pessoal. Despojar-se de tudo o que não serve e que não corresponde ao momento atual. Encaminha-se ou recicla-se tudo o que não é usado ou não funciona.
É um momento favorável para balanço profundo da vida, em busca daquilo que corresponde, aprendendo com os erros, curando feridas, amadurecendo e evoluindo no conhecimento de si. É um período em que se ganha maturidade, conhecimento e consistência.

O poder do Espírito do Oeste é a Introspecção, a Consolidação. A última colheita, quando para o crescimento e o esquema natural das coisas. Humanos armazenam frutos dos seus esforços e também examinam a si mesmos para descobrir mudanças necessárias para progredir, quando o tempo de renovação chegar. Entramos na Caverna do Urso, no lugar de introspecção e de escutar.
Aprenderemos sobre cura e a resgatar fragmentos de nós mesmos que foram deixados em diferentes estágios da vida. Trabalharemos as partes de nós mesmos que ferimos, negamos, culpamos. Na caverna nos contemplaremos com as dualidades da vida; as alegrias e tristezas, forças e fraquezas, medos e amores. É lá que iremos liberar nossos sofrimentos antigos, vícios, obsessões. Onde aprenderemos a curar as feridas antigas e nos tornar curadores curados.
Seremos desafiados a enfrentar nossos medos, nosso sentido de auto-importância, a evitar que a sombra impeça nosso bem estar. É o tempo da maturidade. Podemos aprender sobre força, poder, adaptabilidade, responsabilidade, liderança, ensinamento, introspecção. Aprendemos o equilíbrio entre olhar para dentro e agir para fora. O lugar para tornar consciente os verdadeiros propósitos de nossas vidas.



É o tempo para se encontrar consigo mesmo, para cortar laços negativos da ancestralidade. Para ser nutrido com maior energia física, colocar os pés no chão. Para alcançar metas pessoais, conseguir silêncio interior e saúde física, mudar de emprego ou trabalho. A ênfase do Oeste é nas coisas sólidas e físicas.
Entramos na Caverna do Urso, na Direção Oeste da Roda, no Tempo do Outono. É o lugar de introspecção e de escutar. Aprendemos sobre cura e a resgatar fragmentos de nós mesmos que foram deixados em diferentes estágios de nossa vida. Trabalhamos as partes de nós mesmos que ferimos, negamos, culpamos.Aprenderemos sobre cura e a resgatar fragmentos de nós mesmos que foram deixados em diferentes estágios de nossa vida.
Trabalharemos as partes de nós mesmos que ferimos, negamos, culpamos. Na caverna nos contemplaremos com as dualidades da vida; as alegrias e tristezas, forças e fraquezas, medos e amores. É lá que iremos liberar nossos sofrimentos antigos, vícios, obsessões. Onde aprenderemos a curar as feridas antigas e nos tornar curadores curados.
É o tempo da maturidade. Podemos aprender sobre força, poder, adaptabilidade,responsabilidade, liderança, ensinamento, introspecção. Aprendemos o equilíbrio entre olhar para dentro e agir para fora. O lugar para tornar consciente os verdadeiros propósitos de nossas vidas.
O útero da Mãe Terra é representado pela caverna do Urso. É o lugar de morrer para renascer. Da nutrição e da proteção. Do mundo subterrâneo e da escuridão, o Feminino Profundo.É o tempo para se encontrar consigo mesmo, meditar profundamente. Para ser nutrido com maior energia física, colocar os pés no chão. Para alcançar metas pessoais, conseguir silêncio interior e saúde física, mudar de emprego ou trabalho. A ênfase do Oeste é nas coisas sólidas e físicas.

Site: Xaminismo.com.br



Poe-rimando.

"Cômodo sem olhar,
Olho, para quê usar?
Verdade vem em forma limpeza,
A vida me coloca em situações,
Situações que me impedem 
De sentir, sentir a verdade,
Tempo desperdiçado,
Comodismo mal encarado,
Bravura é o que sinto,
Ruptura sutil de padrões mundanos,
Vida sem olhar, sem calor,
me entristece,
Bendito amor virou padrão,
Damos graças hoje é perdão,
Onde está a verdade sentida?
Onde está a vida?
Vida é para ser vivida,
E não como é dita,
Dizer não é fazer,
Fazer é viver,
Viver é fortalecer,
Fortalecer é bendizer,
Bendito amor para mim e para você..."

terça-feira, 2 de abril de 2013

O mistério do primor feminino.


"A mística da oração

A mulher em ação,

Agindo pelos seus instintos,

Conforme Jah nos presenteou com dons de espírito,

Espírito revelador em oração,

Olhos que se fecham em pura imensidão,

Sião é meu altar, Altar sagrado feminino,

Jah o princípio sempre no máximo infinito,

Aromas, cânticos e práticas,



Assim alcançamos nossas dádivas,

Dádivas primitivas que nos ensinam,

Ensinam a ter o coração como raiz,

Chackra principal de poder, primeiro

Princípio a ser desvendado,

Deste mistério feminino decifrado,

Mistério uterino a louvar,

Flor, rosa, mulher, 

Rainha, Mãe, Anciã, Criança,

Mulher é ser um primor,

É ser sensibilidade aflorada em qualquer parte,

É fechar os olhos e subir,

Fechar os olhos e descer, fechar os olhos e se entregar,

Sentindo o espírito penetrar no mais profundo pensar,



Presenteada eu fui por Deus e Maria,

Neste amor fui gerada, 

Concebi-me ao profundo dom de cantar,

Transmitir, transmutar, transformar,

Transformar, agir e crescer,

Para sempre fortalecer..."




Mamãe Itegue Maria 
Menen essa é pra você!


Holding on to Jah

Esconderijo - Ana Cañas