sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Anciã cabocla preta africana.


A anciã que vive em Eu e eu,

Re-avaliando ações,
Re-afirmando instruções,
Firmando teu caminho para não pereceres,
Amedrontando seu ego,
E fazendo tua máscara cair,
Para que possa enxergar o discernimento que Jah te deu ao próximo,
Anciã vivência o novo eu,
Renascimento para libertação espiritual,
Naturalmente misturada com o misticismo remoto Rastafari,
Re-afirmando 'África vive dentro de ti!'
É tão místico quando a vida que Jah nos proporcionou,
Tão vermelha como o preto que sente que seu sangue foi derramado há seculos atrás,
África está dentro de mim,
Está em mim, como o suor,
Está em mim como o caminhar, como o olhar de leoa,
Como o agir com sutileza,
A delicadeza de cada traço de mim,
Tão viva dentro de mim como a cada respirar que sinto em Eu e eu,
Vivendo o Africano ancião diário,
Graça Maravilhosa,
Tão Maravilhosa como Jah é vivo no meu coração !
Ela apareceu e eu re-vivi, damos graças,

Poderoso Deus Terremoto Jahovia Jah Rastafari !

domingo, 9 de janeiro de 2011

Descritiva.


Imensurável como o mar e seus segredos,

A sua alma guardou para todos aqueles que ama,
Sua fúria é publicada para aqueles que o provocam,
Seus segredos mais íntimos revelados,
Sutileza no balançar,
Clareza com o sol da manhã,
Frieza com o cair da tarde,
Serenidade ao fim da noite,
Ensurdecedor quando quer falar,
Silencioso, cala todas as bocas quando quer meditar,
Tão azul, verde, verde-claro, verde-escuro, azul-claro, azul-escuro,
Colorido para quem tem olhos para enxergar,
Imensurável infinito profundo seus segredos,
É o Mar,
Aquele que flui dentro de mim,
De onde eu vim,
Eu nasci, batizei-me e vivi nele...

Holding on to Jah

Esconderijo - Ana Cañas