quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Poema de Mia Couto - Escritor africano

Fiz um texto gigante tentando falar algo que está engasgado dentro, mas preferi apagar e colocar esse poema de Mia Couto para não gerar polêmicas... Acho singelo para o momento! Rsrsrs...

Fui Sabendo de Mim

Fui sabendo de mim

por aquilo que perdia

pedaços que saíram de mim

com o mistério de serem poucos

e valerem só quando os perdia


fui ficando

por umbrais

aquém do passo

que nunca ousei



eu vi

a árvore morta

e soube que mentia



De "Raiz de Orvalho e Outros Poemas"








0 comentários:

Holding on to Jah

Esconderijo - Ana Cañas