sexta-feira, 5 de junho de 2015

Me despeço da lua cheia.

A cada dia a lua passa por eu muito bem sentida,

As suas fases passam por inteira por mim,
Os seus ventos me trazem seus sentimentos,

Quando ela míngua eu silêncio,
Quando ela cresce eu próspero,
Quando ela é nova encontro meu renovo,
E quando ela é cheia me acho por completa,

Observo seus pensamentos em amor,
Tomo seu banho respirando profundo com furor

Teu amor me basta como mãe,
Não me sinto mais órfã como nasci,
Ela cuida, ela me acarinha no mais profundo pesar...

Louvo-a com todo amor,
Canto para ela, purifico-me olhando-a
A Sagrada Lua Cheia,

Me despeço do teu preencher,
Busco silenciar, vem minguar com teu olhar,
E absorver o meu pesar 
Para este mundo eu deixar...


0 comentários:

Holding on to Jah

Esconderijo - Ana Cañas