segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Eu sou mulher...


"Sim, eu sou mulher,
Eu sou delicada, sou sútil.,
Sou descarada,
Sou romântica, sou sensitiva,
Sou uma força introspectiva,
Sou menina, sou pura,
Vejo a vida como um sonho,
Fecho os olhos e navego em mim mesma,
Ando por aí desacordada, voando bem longe dessa realidade rara,
Sou apegada, sou amarosa, sou carinhosa, sou rancorosa,
Choro, sonho, sonho e choro mais,
Sonho um dia poder viver, longe daquele que diz nunca mais,
Sonho pelo dia que puder ser,
Ser amada tão respeitada quanto meu maior bem querer,
Sonho em ser mãe, sonho em ser criança de novo,
Sonho ter uma casa de frente para aquele rio,
Onde eu posso sentar e olhar o pôr do sol e poder contemplar,


Cantar e amar,
Sonho com aquela floresta onde eu possa andar, com a minha trilha sonora a rodar,
Sonho com aquele amor que possa me oferecer, tudo que eu sonho num só querer,
Sonho porque sou romântica, sonho porque eu sinto correndo em minhas veias,
Aquele nó na garganta que quer que seja verdadeiro,
Sonho naquele instante do rio,
Sonho em preencher um pouco desse vazio,
Desde pequenina sonhei tanto, sonhei com aquele vestido de renda correndo 
pela fenda, fenda de girassóis rodando desfazendo os nós,


Podendo acordar com o sol no meu rosto, recebendo flores e o mais puro carinho,
Sonho em poder ir tomar café de frente para o rio, molhar os pés naquele gelado brio,
E de fim de tarde a neblina, a neblina tão serena que me reanima, 
Sonho tanto que às vezes nem vivo aqui,
Sonho em mim cantando pela floresta do mais puro hibisco,
Sonho que meu cantar chamará os pássaros, chamará pessoas,
Chamará aqueles que um dia comigo se magoaram,
Meu canto será o curar, será o chorar, será o amar, será a resposta para todo o desapegar,
Sonho que estarei com você, estarei feliz,
Estarei com o cabelo com uma rosa amarela, vestido branco de renda 
correndo pela floresta negra,
Sonho, sonho tanto que não quero voltar,
Cheiro de incenso no ar, Lua Nova chegar,
É a sensibilidade que me voltou a revelar!
Nesta realidade fria sigo, sonhando neste abrigo,
Nesta fé eu vou habitar, porque eu sei que com fé em Jah, em Sião vou estar,
Eu sonho porque sei que tudo isto é verdadeiro, e este dia vai chegar,

EU CREIO!"

0 comentários:

Holding on to Jah

Esconderijo - Ana Cañas