terça-feira, 31 de maio de 2011

A Verdadeira Arte de Amar (Marcus Garvey)



"Nunca se apaixones ao ponto de perder controle de ti mesmo. Se assim o fazes, ti converterá em escravo da outra pessoa, e essa experiência por certo fará que percas teu melhor caráter.



Nunca ames a uma pessoa por sua aparência física ou pessoalidade. Primeiro investiga o caráterm disposição, temperamento, conduta e pensamento da pessoa, e quando encontrares essa pessoa, junto com uma boa aparência física, todas as qualidades, ou as maiores possíveis para lhe satisfazer e lhe fazer feliz ao longa da vida, então ama a essa pessoa.



Quando amas a alguém pelas qualidades que tu crê essa pessoa possuir, e essa qualidades são estão plenamente desenvolvidas, ajuda a essa pessoa a desenvolvê-las.



É melhor esperar encontrar a pessoa com a maioria das qualidades que te agradam do que apressar-se em amar por um mínimo dessas qualidades. Apenas supere a tua paixão, todavia continuarás buscando aquelas outras qualidades, as buscarás então em outro lugar e romperás tua felicidade.



Não ponhas tua divina confiança no amor humano, porque o homem é mal e susceptível a mudar.



Nunca ames alguém por companhia, ao menos que essa pessoa tenha a maioria das qualidades que tu gostas e aprecias.



O Negro tem amado inclusive sob severos castigos. Na escravidão o Negro amou a seu mestre, manteve a sua casa, inclusive quando planejavam escravizá-lo. Não somos uma raça de ódio, mas sim amantes da causa humana.



Que os Negros se amem uns aos outros foi um de meus maiores objetivos. Graças a Deus tenho conseguido atingir que 11 milhões conheçam a arte do verdadeiro amor, ambição pessoal e orgulho pessoal. Não é sua falha odiar a seu próprio irmão, é falha de outra pessoa que o ensinou a odiar inclusive a tua própria mãe que lhe trouxe a este mundo, para que se convertam em um grupo desorganizado. Devem ser removidos agora desse abrigo de ódio que está fora de moda e cultivar entre vocês o verdadeiro amor, verdadeira camaradagem, ambição pessoal, orgulho pessoal, respeito pessoal, e quando tiverem feito isso, o mundo ao seu redor o respeitará. (1928)



A fonte de todo o pensamento é o amor - Amor Divino; e como poderemos levantar-nos a uma mais elevada e nobre altura sem emanar esse amor, inclusive no limite humano ? É a posse e execução desse amor que faz o homem Negro pensar amavelmente inclusive de um mundo ofensivo. Estes são os pensamentos que inspiram bondade Divina com paciência, sem resistência dos vícios e pecados dos homens. (1928)"






Bendições de amor, meus irmãos,






Vamos atentar aos ensinamentos do PROFETA Marcus Garvey, amando-nos uns aos outros incondicionalmente, sem apontar erros, pois quem aponta erros, é porque está julgando ao próximo.



Vamos nos amar, servindo-nos uns aos outros como Cristo nos ensinou em amor, sabedoria, verdade e justiça.






Gratidão Divina.

0 comentários:

Holding on to Jah

Esconderijo - Ana Cañas