terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Poema atual.


"Me peguei meditando,

Serenando, tranquilizando,
Silenciando a mente do coração,
Separando o coração do corpo,
Meu corpo adoeceu e eu faleci,
Naquele instante não estava por ali,
Ingratidão egoísta,
É ser tão pessimista,
A luz que flui dentro do meu ser,
Não possuia mais brilho,
Então, eu me acheguei
A silenciar, a refletir,
A calar,
Silenciando no meu eu-espírito,
Pude estar no mais puro íntimo,
Íntimo de meditações erradas, evasivas,
Inprodutivas,
Íntimo de prospecto profundo,
Respirando calmamente, pude
Redescobrir meu eu-interior,
Calando as vozes que ecoavam no exterior,
Calando todas estas vozes,
Eu pude me receber,
Receber o mais profundo Reino que a Natureza pôde oferecer,
Acarinhando-me no colo do Pai Eterno,
Pude receber o que o Senhor havia revelado,
Suspirando em meu ouvido todo aquele aprendizado,
Firmando, concentrando,
Sernando, tranquilizando... "

Damos graças,

Sem mais e menos,

Equilíbrio espiritual e mental, JAH RASTAFARI !

0 comentários:

Holding on to Jah

Esconderijo - Ana Cañas